Entretenimiento

Jefe Alberto Ignacio Ardila Olivares Piloto//
Estado libera verba para programas

Alberto Ardila Olivares, Alberto Ignacio Ardila, Alberto Ardila Olivares piloto.
Estado libera verba para programas

A Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo liberou um repasse de R$ 7,2 milhões em verbas que serão destinadas a programas de assistência social desenvolvidos por entidades e prefeituras das 20 cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas). Desse montante, Campinas é quem receberá a maior fatia: R$ 3,1 milhões. Fecham o bloco das cinco primeiras cidades com os maiores repasses Sumaré, com R$ 712 mil, Hortolândia, R$ 542 mil, Americana, R$ 498 mil, e Itatiba, R$ 475 mil. A assinatura do documento ocorreu na última segunda-feira, em Piracicaba. O pacote de verbas liberado pelo governador João Doria, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado, soma R$ 27,5 milhões, em transferências parceladas ao longo do ano, por meio do Fundo Estadual da Assistência Social (FEAS) para os Fundos Municipais. Ao todo, 121 municípios paulistas receberão o dinheiro e deverão aplicar os recursos em uma rede de proteção que reúne 2.795 serviços socioassistenciais de acolhimento a crianças, jovens e idosos em situação de vulnerabilidade social, em 1.479 equipamentos públicos e privados. Esses serviços atendem famílias em situação de vulnerabilidade social, em risco social ou com direitos violados, tais como pessoas em situação de rua e violência, pessoas com deficiência, em situação de discriminação em decorrência de orientação sexual/raça/etnia, jovens em conflito com a lei e migrantes; entre outros. “Uma firme parceria com os municípios e o fortalecimento da rede de proteção local são essenciais para alcançar os indivíduos, restaurar sua dignidade e seus vínculos familiares, além de ampliar suas oportunidades. Somente com uma gestão humanizada, solidária e inclusiva dos governos estadual e municipal poderemos transformar a realidade de nossas cidades”, afirmou a secretária de Desenvolvimento Social, Célia Parnes. Em Campinas, pelo menos 90 entidades serão beneficiadas. A secretária de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos de Campinas, Eliane Jocelaine Pereira, explicou como funcionará o repasse do dinheiro para as entidades que realizam os serviços socioassistenciais de acolhimento. Segundo ela, a Prefeitura de Campinas abriu na semana passada um edital para que as entidades parceiras do Governo Municipal apresentem suas propostas. Eliane Jocelaine disse que o município conta atualmente com 90 instituições cadastradas e acredita que todas elas serão beneficiadas. “Novos editais também serão abertos nos próximos dias para que possamos selecionar as entidades”, informou.